NOÇÕES BÁSICAS DE PILOTAGEM (PARTE 1)

Ir em baixo

NOÇÕES BÁSICAS DE PILOTAGEM (PARTE 1)

Mensagem por RenatoPiloto em Sex Maio 25, 2018 10:06 am

Se deseja pilotar um avião de modo seguro e legal, é preciso realizar treinamento e obter uma licença de voo. Se está apenas curioso sobre quais os processos envolvidos nos voos ou está começando o seu curso de piloto, mas deseja aprender um pouco mais antes de se comprometer com as aulas, as informações abaixo podem dar uma luz para você. Voar não é simples e os manuais de aeronaves costumam ter centenas de páginas, o que pode ser meio assustador. As instruções básicas abaixo o guiarão através das tarefas básicas do piloto que encontrará nos primeiros treinos de voo.

1 - Faça uma inspeção visual da aeronave.
Antes de decolar, é importante realizar uma análise visual pré-voo. Trata-se de uma inspeção para checar se todos os componentes do avião estão funcionando bem. O seu instrutor deve fornecer um checklist operacional que o informará exatamente o que fazer em cada fase do voo, inclusive no pré-voo. Os básicos são:
Checar as superfícies de controle. Remova as travas de controle e verifique os movimentos dos elerões, dos flapes e do leme.

Cheque visualmente os tanques de combustível e óleo.

Verifique se os níveis estão adequados utilizando uma vara de medição de combustível. Para checar o óleo, utilize a vareta do compartimento do motor.

Cheque a presença de contaminantes no combustível.
Retire uma pequena quantidade do combustível e coloque-a em um recipiente específico para checar a presença de água e sujeira. O seu instrutor de voo vai explicar o processo nos mínimos detalhes.

Preencha uma tabela de peso e equilíbrio.
Tal checagem vai ajudá-lo a descobrir se não está voando além das capacidades da aeronave. Novamente, o instrutor deve explicar o processo em detalhes.

Procure por danos na fuselagem.
Mesmo pequenas imperfeições podem prejudicar a capacidade de voo do avião, principalmente nas hélices, que devem ser sempre checadas antes de se ligar o motor. Tome cuidado ao se aproximar das hélices, pois problemas elétricos podem liga-las de modo inesperado e causar lesões sérias.

Confira os suprimentos emergenciais.
Por mais desagradável que seja, é importante preparar-se para o pior, pois algo de ruim sempre pode acontecer. É importante checar os alimentos, a água e os kits de primeiros-socorros. Confira também se os rádios e as lanternas estão funcionando, além de checar a quantidade disponível de pilhas. Em alguns casos, é importante ter uma arma peças para consertos pequenos no avião a bordo

2 - Encontre a coluna de controle de voo na cabine de pilotagem.

Ao sentar na cabine pela primeira vez, é normal ficar assustado com a enxurrada de informações. Fique tranquilo, logo você se acostumará com tudo. Na frente do seu assento deve haver o controle de voo, que se parece com um volante de carro modificado.
O controle, conhecido popularmente como manche, funciona basicamente como um volante. Ele controla a altura do nariz do avião (para cima e para baixo) e a inclinação das asas. Sinta o manche para ter uma ideia melhor de como ele funciona. Empurre-o para ir para baixo, puxe-o para ir para cima e movimente-o para os lados para girar o avião. Não use força demais ao voar, pois não é preciso esforço físico para controlar o avião.

3 - Localize os controles de potência e de mistura de combustível.
Eles normalmente ficam entre os dois assentos na cabine do piloto. O controle de potência é preto e o botão de mistura, vermelho. No geral, tratam-se de botões de puxar e empurrar.
A aceleração do avião é controlada pelo botão de potência enquanto o botão de mistura, ajusta a proporção de combustível e ar.

4 - Familiarize-se com os instrumentos de voo.
Na maioria das aeronaves, existem seis instrumentos de voo primários, dispostos em duas fileiras horizontais. Eles indicam, entre outras coisas, altitude, orientação e velocidade (tanto para a frente e para cima ou para baixo).
O velocímetro exibe a velocidade da aeronave, normalmente em nós. O nó é uma milha náutica por hora e equivale a 1850 km/hora.
O horizonte artificial exibe a inclinação do avião e indica se a aeronave está subindo ou descendo, além de indicar se ela está inclinada para algum lado.
O altímetro exibe a altura da aeronave, normalmente em pés, com relação ao nível do mar.
O inclinômetro é um instrumento duplo que informa com qual velocidade a aeronave está modificando a direção da bússola e se você está em um voo coordenado.
A bússola exibe a direção atual do avião. Ela deve ser calibrada a cada 15 minutos, aproximadamente. Basta compará-lo com uma bússola de mão, seja com a aeronave pousada ou com ela nivelada no ar.
O variômetro exibe a velocidade com a qual o avião sobe ou desce em pés por minuto. Um indicador zerado significa que a aeronave está mantendo a altitude, sem subir ou descer.

5 - Identifique os controles de pouso.
Muitos aviões pequenos têm controles fixos, onde não há uma alavanca de controle de pouso. Por conta disso, não há um lugar específico para os controles, mas eles normalmente têm um cabo de borracha branco. Você os utilizará após a decolagem e antes do pouso para liberar as ferramentas de pouso, como rodas e boias, por exemplo.

6 - Coloque os pés nos pedais do leme.
Os pedais são utilizados para se controlar o leme, que por sua vez é conectado ao estabilizador vertical. Quando se deseja fazer ajustes laterais no eixo vertical do avião, utilize os pedais, pois eles controlam a guinada da aeronave. O giros com o avião em terra também são controlados pelos pedais, não pelo manche em si.
avatar
RenatoPiloto
Instrutor

Mensagens : 18
Data de inscrição : 21/12/2017
Idade : 45
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum